A família é, idealmente, o grupo de pessoas com quem estamos mais próximos, com os quais nos sentimos mais confortável, por quem temos um maior amor e profunda ligação. Idealmente também, uma pessoa sabe que pode sempre contar com a sua família, compartilhar os seus pensamentos e sentimentos e recorrer a eles para o apoio.

Naturalmente, a realidade de uma família não é nada como o ideal e não há tal coisa como uma família perfeita. Cada família é única, com sua própria combinação de características, qualidades e dificuldades, e problemas existem em todas. O que pode variar é o modo como conseguem lidar ou não com os mesmos.

Se vivem juntos na mesma casa ou não (mas especialmente se vivem juntos) a dinâmica da família, se não for harmoniosa maior parte do tempo, pode interferir em muito com o funcionamento de cada membro da família e até mesmo alargar-se à família mais extensa. Quando dois membros da família não se dão bem, isso afeta toda a família, se mais de duas pessoas estão em desacordo, rapidamente pode levar a dificuldades duradouras com depressão , ansiedade, dependências, ou até problemas de saúde física.

A dificuldade de problemas Familiares também é uma força: nenhuma pessoa é culpada ou responsável pelos problemas da família, embora uma pessoa, possa manifestar-se mais ou evidenciar mais sintomas. O que significa que, muitas vezes, toda a família deve trabalhar e cooperar para que a estabilidade seja encontrada. Apesar de esta cooperação ser por vezes um desafio, é também uma grande oportunidade para fortalecer os laços Familiares e as interações.

A Terapia Familiar é um tipo de Psicoterapia que ajuda os membros da família a melhorar a comunicação e adquirir ferramentas para a resolução dos conflitos.

Nas sessões de Terapia Familiar existe um aprofundar do conhecimento das relações e dinâmicas familiares, o que promove na família as competências para lidar com as suas dificuldades, mesmo depois do final da Terapia.

A Terapia Familiar deve ser realizada por um especialista nesta área. Estes terapeutas têm um grau de especialização associado a Associações ou Sociedades Científicas e só desta forma poderá aceder-se a um trabalho eficaz e sério.

Fonte: CRESCER